quinta-feira, novembro 06, 2008

Bruce - O Lorde Vampiro - 1 Parte

I Parte

Seus passos ecoavam na rua desertar e escura. A brisa da noite o tocava com delicadeza, numa carícia bem-vinda. Seus cabelos castanhos, cacheados, quase como os de um anjo barroco, flutuavam livres e a sua face ainda era um mistério encoberto pela gola do casaco pesado, mas seu cheiro flutuava pela rua. Uma mistura amadeirada e doce, jasmim e sândalo.
Um movimento na capa fez um objeto brilhar a luz da lua. Subitamente o vulto ficou em guarda, mas sem jamais deter seu passo, a única indicação do seu estado foi o modo como segurou o cabo da bengala. Ela surgiu em forma de cabeça de dragão. A prata era como uma seta flutuando no negrume do tecido. A lâmina estava exposta, ele era como um toureiro esperando o touro para dar a estocada final.
Quando seu agressor caiu a sua frente o choque foi forte. Mas ele recebido pelo aço com prontidão. Os dois vultos se moviam rápido e a luta era graciosa, leve. O que se podia perceber a primeira vista, é que ambos era filhos da imortalidade, rivais, mas acima de tudo, belos.
O que seguimos com interesse chamava-se Bruce e não parecia disposto a perder, o segundo, o agressor,chamava-se Samael. Gotas de sangue atingiram a face pálida de Bruce, ele provou com a língua do sangue de seu oponente e riu. Duas estocadas e o recuo. Eles pararam e agora estavam completamente imóveis tal quais gatos se enfrentando em meio a ameaças e rígidos baixos. Seus olhos eram faróis estranhos brilhando na escuridão e presas eram exibidas sem sutilizas.
O primeiro a mover-se depois de uma eternidade de minutos foi Samael,ele tinha a mão suja de sangue,os cabelos lisos e negros em desalinho. Na face decepção e amargura. Ele se rendeu e sumiu na noite, estava bastante ferido, talvez mais no orgulho visto que breve poderia novamente enfrentar Bruce e mais uma vez tentar matá-lo.
Bruce guardou a espada na bainha e mais uma vez a língua afiada do dragão se recolheu. Estava pensativo, mas sem tristeza alguma ou remorso.
O vampiro riu e disse num sussurro para si mesmo quando tomou novamente seu caminho:
- O pior inimigo é aquele que te ama.

Continua...

5 comentários:

Bruna Toledo disse...

Ai Deus!
Me interessei por esse fulano ae, o Bruce *-*
Goste de gente que ri enquanto mata...
Acho que um dia aind amato alguém rindo...
Mas tem que ser antes dos dezoito, pra não responder por maus atos hahaha!
;*

Bruna Toledo disse...

ps.:*GOSTO
**AINDA MATO
***MEUS ATOS


Minha coordenação motora cometeu suicídio! *raiva*

fran.jader disse...

Quem são esses Nazarethe, não conheço!! Carne nova no pedaço??????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

Eric disse...

Carne nova em novos pratos saborosos!

Sereninha disse...

Nossa perfeito *-*
Eu quero + Y-Y
Plizzzz *-*
Eu adoro seus texto viu fofa ^^

Bjus de Raissa (Sereninha)