quinta-feira, março 25, 2010

SÉCULOS


Faz séculos que não vejo seu rosto,
o mundo se transformou à minha volta
e as sombras me fazem companhia.
Minha espada provou do sangue de muitos inimigos,
e até hoje me pergunto quantos mais terei de matar.
Minha imortalidade é uma maldição.

Faz séculos.
Existem tantos recantos no mundo...
queria vê-los ao seu lado.
Ver a noite chegar enquanto despertamos juntos.
Provar dos seus doces beijos e acreditar que nada vai mudar.Mas somos imortais, e tudo muda ao nosso redor.
Somos folhas ao vento, meu doce amor.
E o vento nos leva ao seu bel prazer.
Depois de tantas noites e séculos algumas coisas já não importam mais.

Dance comigo, deixe-me conduzi-la pelo salão.
Nós somos a luz dentro da noite!
Precisamos um do outro, preciso de você dentro da minha escuridão.
Sinto sua falta, faz séculos que não te vejo.
Preciso saber que está respirando para continuar vivendo eternamente.
Minha dama, meu amor, eu preciso de você.
Deixe-me saber que ainda vive,
Deixe-me fitar seus cabelos a luz da lua.

Saber que um dia me permitiu te amar.
Que me deixou beijar sua boca, possuir seu corpo.
Tudo o que preciso vive em você, em seu sorriso.
Cante para mim,
deixe-me ficar em seu colo, meu doce amor,
o dia está tão longe, temos tempo para mais um beijo.
Uma jura de amor eterno.
Gostaria de poder morrer
para fazê-lo em seus braços.
Mergulhar em sua garganta e levá-la em meu coração imortal.
Tingir teu seio com beijos.
Há séculos eu anseio por seu amor.
Há séculos eu nada sou sem você.
Há séculos.

8 comentários:

Contos Sobrenaturais disse...

Nossa, amei. Eu estou começando a gostar de poesia, por sua causa.

E agora estou sonhando com o 'Kara e Kman' na íntegra... Tem previsão de quando será lançado?

Erik Santana disse...

Olá Nazareth, Olá, meu nome é Erik Santana, sou escritor e, recentemente, publiquei minha primeira obra, chamada Filhos da Noite, que também gira em torno do mundo maravilhoso dos vampiros. Estou entrando em contato para saber se há possibilidade do livro ser divulgado aqui no blog ou algo do tipo, mesmo sabendo que esse blog é para divulgação do seu livro. (Risos) Como podemos dar andamento a essa parceria? Desde já fico grato pela atenção. Pode me contatar por aqui, caso se interesse: http://filhosdanoite.wordpress.com/

Rejane Leão disse...

Nossa é lindo. Amo suas poesias. Bom, amo tudo que você escreve, afinal, sou sua fã.
Seria otímo se suas poesias estivessem reunidas em um livro. Já pensou nisso? Seria maravilhoso!
Grande beijo.

SolBarreto disse...

Faço coro com a Rejane Leão, Adoro tudo que escreve...Esse poema esta lindissimo!0

Nazarethe disse...

O Kara e Kmam esta com previsão de lançamento para Junho.Esta bem pertinho.Quando comecei a escrever poesia não sabia se era poema ou pensamento.riso,ainda não descobri.
Quem sabe ano que vem lanço um livrinho só com poemas tem por anos 2006 a 2010.ris
beijos mordidos.

Luka disse...

Que lindo poema !
Tô suspirando aqui.
Beijos
Luka.

Giovanna disse...

Nossa!! Imaginei Kmam pensando na Valéria, é bem a cara do tempo q ele passou sem ela!!
Ameeei o livro, tô doida pra ler os outros, mas inda ñ conseguii!! E tbm vai relançar outro né! Maravilhaa!!
Os vampiros estão tomando conta e fico muito feliz d vc ser brasileira! *.*
Parabéeens pelo trabalho, se quiser lançar um 5º ou 6º livro, nada contra! hehe

bjOs mordidos!! =]

Michele disse...

Naza! Há séculos, realmente, há séculos que eu não passava por aqui.
Como é bom ler seus textos e poemas, é como mergulhar em uma história e poder ver os personagens a sua frente, sentir na pele tudo o que é descrito. Você escreve muito bem!
Estive sem tempo de comentar aqui, de postar no meu blog e de ler o segundo livro da saga, mas farei tudo isso assim que possível. Também merecemos um tempinho para nossos lazeres, não é?! Beijos