quinta-feira, janeiro 15, 2009

Beijos mordidos,Sempre!

(Foto gentilmente cedida por Keite Bitencourt)


Lembro do sonho, das anotações, de como tudo foi tomando forma e cor. Juntando-se como uma espécie de quebra-cabeça, que hoje é um livro.

A velha máquina Olivetti fazendo um barulho tremendo! E depois de muito chão veio a edição. Lembro de ficar com ele nos meus braços, dormir com ele sob o travesseiro.

Era tão lindo!A capa,o cheiro, todas as minhas idéias e sonhos ali reunidos. Podia ler deitada, sentada, no ônibus, emprestar...Um livro!

Dentro do livro Kara e Kmam sempre perto e longe, felizes e tristes, amor e mais amor. Um caldeirão de emoções e todo um mundo de coisas para desvendar!

Personagens surgindo e tomando forma. Falando em meus ouvidos, quase saltando do papel. Na vitrine da livraria!Nossa eu fiquei boba vendo ele lá entre tantos outros,do lado de autores consagrados...Meu bebê!

Os e-mails dos fãs chegando, suas impressões, suas queixas, seus pedidos. E claro, suas reclamações. "Kmam é paciente demais com Kara" "Kara é muito chata com Kmam".

Hoje me habituei a sonhar, a ver todas as noites um novo quebra-cabeça ser montado diante de meus olhos. Foi um longo caminho, não foi fácil, mas quem disse que seria?

Sonhos tornam-se desejos e são para serem conquistados. E assim fiz, sem saber, sem perceber. Batalhas pequenas e grandes. Vitórias e derrotas, lágrimas, inimigos, humilhações, injustiças, sorte. Espera e esperança,continuar caminhando,lutando, mesmo quando o caminho pareceu findar num precipício.

Bem, ai surgiram os anjos!Eles me levaram para o outro lado do abismo e me ensinaram a voar. E eu continuei caminhando e eventualmente usando “asas postiças”.

Não, o caminho não chegou ao fim, ele apenas esta no principio. Mas sempre que penso em desistir algo acontece e eu continuo. Prova disso a foto sobre o texto.

O nome dessa jovem concentrada na leitura é Keite Bitencourt. Ela me trouxe sorte e força para continuar. Antes dela um querido amigo disse:

“-Você não pode desistir.Não agora que começou a caminhar”.
Ele tem razão.

Beijos Mordidos!

4 comentários:

Keite disse...

Nossa, não devo negar que senti a vontade das lagrimas querendo rolar sobre meu rosto. Ao som de Requiem Lacrimosa de Mozart, senti-me tocada com cada palavra. Fico feliz em saber que por um simples gesto, pude contribuir para inspiração de algo tão lindo. De fato possui destreza o bastante para tal. Obrigada você Nazarethe, seu livro me fascina a cada página, que devoro chegando a desperçar-me completamente do mundo. Beijos Mordidos querida!

Bruna Toledo disse...

Lacrimosa *-*!
Sempre Naz! As vezes é tão complicado, eu mesma sei que as vezes olhos pras minhas palavras e me pergunto se algum dia alguém dará valor à elas... Tanto quanto eu dou!
Adoro o que vose faz, e a força que vose me passa.
Quero estar aí para vose assim como esteve para mim, me encorajando.
Serei brava, porque vose me disse que existem poucas pessoas com o ardor. Espero que eu venha mesmo a ser uma delas.
Beijok'ss, se cuida catz.

Adriano Siqueira disse...

Olá Nazarethe,

E eu reforço! Este seu caminho é longo mas deve-se continuar. Você é uma pessoa muito talentosa, corajosa, forte e sabe muito bem como conquistar o seu sucesso e os seus amigos.
Não tenha duvidas que o sucesso sempre estará ao seu lado, onde quer que você esteja.
Eu me sinto orgulhoso de ver você sempre ativa. sempre forte.
Muitos Sucessos para você querida escritora.

Marília Mendes disse...

OIII Nazarethe... dá notícias do livro novo: continuação do alma e sangue... o alma e sangue 2..

bjs