sábado, setembro 19, 2009

Rumo ao desconhecido.



O céu é um enigma que gosto de fitar. As estrelas, nuvens leves, escuras, a lua. Tudo perfeito no cenário de todos os dias e noites. É nesse cenário que atuamos como moçinho e bandidos ou simplesmente ficamos no meio dos dois papéis.
Não tenho um preferido, gosto de ser eu mesma. Isso às vezes é complicado e cansativo. Ser eu mesma é ir rumo ao desconhecido. Como saber o que fazer?
O que falar, eu cresci, mas tudo parece maior e mais sério. Adultos, velhos e jovens. E daí se todos nós temos medos?

O sol nasce e nos joga no vazio das incertezas, das surpresas boas e ruins. A vida é como um ônibus? Alguns de pé outros sentados?

Tem muita coisa dentro de minha cabeça e dentro de meu coração, vou transbordar e as palavras escapam pelos meus dedos e a cabeça dói,deve ser minha vista. Óculos novos? Provavelmente mais um ponto no grau.

O papel é pouco e as horas menos ainda, comendo depressa e chegando atrasada. A vida mudou e estou tentando achar minha rotina. Para onde ela foi?

O sono chega mais depressa e o tempo este tão curto. É o relógio, tudo culpa desses ponteiros, que tudo dividem e marcam.

Meu coração esta cheio dele e ele de mim. Sinto os lábios dele e escuto a voz que amo nos meus ouvidos e quando ele sorri, as perguntas somem. Um beijo seria bom, passaria o tempo.

E o dia continua passando, o cenário muda e a noite é só mais um palco onde continuamos encenando e correndo contra os ponteiros do relógio.

Alegria e tristeza.

Ando cheia de dúvidas e só umas poucas certezas. Mas delas estou fazendo meu caminho rumo ao desconhecido.

Beijos mordidos.

4 comentários:

Guilherme Vilela disse...

Oie, e o guilherme lembra? Eu estou no 7° capitulo do meu livro e gostaria de uma indicação de editora!

Nazarethe disse...

Oi lembro sim, que tal a Tarja livros? www.tarjalivros.com.br

Pessoal tem maior carinho e respeito pelo livros.

Beijos mordidos!

Michele disse...

Adoro os textos que você escreve, Naza.
Parabéns e sucesso!!!

Nazarethe disse...

Obigada!!!!Na vida parece que estamnos sempre nos reinventando.beijos mordidos!