segunda-feira, dezembro 07, 2009

Realizações.


Quando estive em São Paulo, em novembro, para o lançamento do segundo livro da série Alma e Sangue, O Império dos Vampiros, me senti mais à vontade com a cidade e pude aproveitá-la melhor. Estava de férias, e um sentimento de calma e realização me dominava junto com o de ansiedade.

Normal, estava lançando um livro que foi esperado pelos fãs durante cinco anos. Uma espera longa recompensada com um livro que, a meu ver – sou suspeita – ficou maravilhoso desde a capa.

Nos dias que antecederam a noite de autógrafos eu andei pela cidade, aqui e acolá. Tudo perto e longe. E uma coisa ficou óbvia: ainda me perderia facilmente nas ruas, pois meu senso de direção é péssimo. Mas uma das coisas legais de São Paulo é o frio; da primeira vez, ele quase acabou comigo. Desta vez foi mais gostoso sentir frio, era um clima leve e alternava com dias ensolarados e nublados, e com um apagão de lambuja.

Eu que vivo no calor constante, só abrandado com ar condicionado, pude desfrutar bons momentos. Foi possível andar pela Paulista e não tremer. E enquanto andava, olhava os prédios e suas linhas tão semelhantes e diferentes. Pessoas e mais pessoas indo e vindo junto com os pombos.

Eles são atrevidos, sobreviventes de todos os dias. Alguns acham os pombos nojentos, outros nem os percebem enquanto correm rumo aos seus objetivos. Pobres aves de penas sujas, comendo restos. Por que os pombos não têm onde ficar? Onde eles ficavam antes? E de onde eles vieram? Ok, dos ovos, eu sei, mas e antes disso?

Fui e voltei pela Paulista olhando cores e livros. Entrava nas livrarias não como escritora, mas como leitora em busca de um velho amigo. Na Martins Fontes, passei pelas gôndolas e estantes buscando-o com o olhar, deixando que ele me puxasse.

Ele me achou, estava nas alturas de minhas pernas. Curvei-me, peguei-o nas mãos com carinho e percebi que ele é minha maior realização. Não estava na estante central nem no alto da gôndola, estava embaixo, quase escondido. Olhei os livros da parte superior e não os desmereci, tampouco fiquei chateada com eles. Apenas desejei um pouco mais de minha realização.

Coloquei-o de volta na estante e observei que ali ele era mais um à disposição dos leitores. Mas se estes tivessem preguiça, não se curvariam. Deveria ser proibido fazer prateleiras baixas como aquelas.

Davi, que é geralmente arrastado nos passeios que eu e Eric fazemos, me chamou no canto minutos depois e me mostrou algo, sorrindo com ares traquinas.
Ele pegou a pilha dos meus livros e colocou na parte de cima. Não sabemos por quanto tempo ela ficou lá, mas por aquela tarde a minha realização ficou completa, ou quase.

Beijos mordidos.

8 comentários:

Ana Carolina Paul disse...

Oi, Nazarethe! Achei seu blog agora e achei show. Já estou seguindo (:
Segue o meu também? Acho que temos uma coisa em comum, ambas somos escritoras! ^^

Beijocas,
Ana.

Hérida Ruyz disse...

Oi Nazarethe!
Estou louca para ler seus livros. Mas vou ter que me segurar para não ler agora!
Vou explicar:Estou participando do Desafio Literario 2010, realizado pelo blog Romance gracinha.
A proposta é ler 12 livros em 12 meses, onde cada mês é proposto um gênero literário ou Autor.
Escolhi o seu livro para o mês destinado à autoras brasileiras.
Não sei se vou aguentar esperar.
Acho que vou mudar a minha lista e colocar o segundo livro, assim posso ler o primeiro antes.
Já estou te seguindo
Bjs

Hérida Ruyz disse...

Ah! esqueci de comentar que tenho um blog sobre livros e literatura em geral. Assim que ler seu livro postarei lá.
www.lendo-entrelinhas.blogspot.com
Bjs

Giane disse...

Ás vezes, Nazarethe, não basta tornar real nossos sonhos. É preciso, como fez seu Amigo, elevá-los no braço mesmo, nem que seja por alguns instantes - nas estantes.

Beijos mil e sucesso sempre!!!

Nazarethe disse...

Oi Ana Carolina já estou te seguindo, breve passo lá e faço comentario,adorei o blog, lindo!Obrigada pela visita.Volte sempre!Beijos mordidos.

Nazarethe disse...

Hérida!Muito interessante essa proposta dos doze livros,sou suspeita para falar, mas acho que não vai se arrepender de refazer a lista,riss. Obrigada pela visita. Beijos mordidos.

Nazarethe disse...

Oi Giane,foi um gesto tão doce, ele é um amigo maravilhoso.E me emocionou com seu gesto tão desprendido.Você esta certa temos de elevar os sonhos.Beijos mordidos!

Celsina disse...

Oii, nem acredito que achei o seu blog!! Quero muito ler a sua série, já está na minha lista para as proximas compras =)
Amo vampiros e todo esse universo sobrenatural!
Estou mega feliz por ter achado seu blog! E já estou seguindo ^^

Ahh, tenho um blog onde posto as resenhas sobre os livros que vou lendo, também tem algumas novidades sobre livros, caso quera ver o Uma Janela Secreta->
http://umajanelasecreta.blogspot.com/

Beijos! ^^