sábado, outubro 25, 2008

O Amante



Uma vez me contaram a história de um demônio. Ele tinha olhos azuis e cabelos claros. O seu sorriso era o de um anjo, mas seus modos de um leviano. Disseram-me que ele caçava homens como se fora pássaros, e mulheres como se fossem borboletas.
Falaram sussurrando que tal demônio precisava de escuridão, e que sua alma era imortal. Disseram-me ainda, que beijava suas vitimas e as fazia dizer seu nome enquanto ele as levava a morte.
Rosas vermelhas o atraiam e a noite era seu dia.Suave e violento ele não conhecia recusa,só suplicas. Dele só poderia esperar prazer e morte.
Isso tudo foi dito em segredo, de modo que a própria noite não ouvisse a historia. Havia medo e ao mesmo tempo o desejo incontido de ver tal figura.
Ouvi a historia e fui dormir. E a primeira coisa que vi ao fechar os olhos foi o demônio de olhos azuis.
Belo e profanador, ele quis mais que sonhos, ele provou de meu sangue e roubou minha alma com beijos vermelhos.
Ela agora está com ele dentro de seu coração.

Um comentário:

Bruna Toledo disse...

Adoro quando você usa a expressão "beijos vermelhos".
Recebi seu e-mail, aceitei as dicas! Rsrs.

O Trade é especial =D

Amei "O Amante".
;*